Um clássico dos rolamentos NMB England


Uma das peças que mais evoluiu no skateboard foram os rolamentos. Nos anos 70 e 80 era mais comum o uso de bilhas, conjuntos de esferas soltas em um cubo, sem a coroa que faz a delimitação correta dos espaços entre elas, normalmente lubrificadas com graxa. Hoje há rolamentos com esferas de cerâmica para velocidade, evitando a dilatação das esferas e de certa forma diminuindo o atrito e o desgaste, mas não são rolamentos que você possa usar em modalidades de impacto. Já falamos sobre rolamentos recordistas de velocidade como o TEKTON da Seismic que é um produto desenvolvido com alta tecnologia especificamente para o skate e para quem busca velocidade. Há ainda os rolamentos com capas removíveis e coroas de nylon para que você possa desmontar totalmente o conjunto para limpeza e lubrificar com óleos especiais de alta viscosidade.

O que acontece com os blindados como os ABEC (é uma norma internacional para classificação dos rolamentos, não uma marca) é que a coroa e esferas de aço são lubrificadas na fábrica com uma pasta "permanente". Digo isso, porque com o uso e as minúsculas partículas de pó que entram na blindagem, umidade e manutenção incorreta acaba por oxidar ou criar ferrugem e na maioria dos casos, pelo uso de ferramentas inapropriadas, impacto, falta de espaçadores ou para quem usa as porcas do prisioneiro soltas, acreditando que o desempenho vai melhorar, acabam arrancando as capas ou estourando os rolamentos. Essa lubrificação "permanente" tende a se perder com o tempo.

 

 


Não se usa gasolina, solvente ou grafite em pó em rolamentos (pode aumentar o desgaste ou danificar os rolamentos). O modo correto de limpar rolamentos blindados é com pano seco e óleos finos de alta viscosidade (preferencialmente em spray) para penetrar a blindagem, desde que não tenham na sua composição desengraxantes ou detergentes. Nos desmontáveis é possível lavar com detergentes, secar bem, utilizar um desengraxante que expulse a umidade e depois de limpos e secos, óleos  indicados para rolamentos ou até algumas graxas especializadas. Lubrificação seca ou úmida, prefiro a segunda opção. A sujeira nos rolamentos é inevitável, mas se você cuidar bem deles, mantê-los bem justos e mantê-los longe da umidade eles vão durar muito tempo.
Os rolamentos são originalmente para trabalhar em altas rotações em máquinas industriais e no skate a rotação máxima muitas vezes não atinge 10% desse valor. Outra coisa relevante é que no skate, existe o peso do skatista e do próprio skate atuando contra o centro do rolamento, o impacto dos ollies, entre outras manobras e os slides que forçam esse conjunto do rolamento na direção oposta da sua rotação. O desempenho dos seus rolamentos também vai depender da qualidade e aderência das suas rodas e formato- se não estão cônicas ou quadradas, da supefície que você anda, da boa manutenção e alinhamento no miolo das rodas.
Era comum o uso de rolamentos 608z (uma blindagem) e 608zz (dupla blindagem) . Tudo isso é para falar de um clássico que eu vi pela última vez nos anos 80. Hoje existem diversos tipos, mas um em especial chegava a durar uma década (ou décadas) e é de longe, o mais robusto, preciso e rápido entre os blindados, o NMB England.
Recentemente encontrei alguns jogos à venda e ainda tenho um jogo que utilizei de 1982 a 1990 em ótimo estado.

 



Quando escolher o rolamento, veja se ele roda suavemente.

Veja se não existe folga entre o cubo e o anel externo, procure por amassados que possam travar as esferas e se a blindagem realmente protege o seu interior.

Não é o rolamento mais caro que vai atender sua expectativa, mas rolamentos muito baratos vão durar pouco.

 

Postado em 04 de abril de 2012 ( 7 comentários! )

Comentários

  • Per Canguru

    Concordo em parte, Adolfo. Sim, existem rolamentos muito bons com preços acessíveis e hoje quase todos são fabricados na China. Por outro lado, existem rolamentos caros, altamente especializados para velocidade com esferas de cerâmica com performance muito superior, mas essa exigência está em modalidades que dependem de alta performnace, no geral, bem cuidados e lubrificados a maioria dos rolamentos atende às expectativas.
  • Adolfo

    Boa matéria. Pena que existam pessoas que ainda teimam em dizer que os rolamentos mais caros são os mais rápidos. Eu uso os NMB da singapore e estão comigo a mais de uma década e são bem rápidos.
  • Robson Alves de Oliveira

    Muito boa a matéria, me ajudou a entender o funcionamento de um rolamento e me ensinou que não se pode usar solvente, gasolina e outros produtos que danifique os mesmos.

Deixe seu comentário

Nome
E-mail
Comentários